Fazenda Boa Vista: tranquilidade e conforto logo ali

Um dos condomínios mais bacanas e exclusivos, a Fazenda Boa Vista é um pedaço do paraíso pertinho de São Paulo – mas achar um imóvel à venda está cada vez mais difícil.

De quem eram as terras onde está a Fazenda Boa Vista? Não importa mais. O que chama a atenção são os cenários luxuriantes, os mais de três milhões de metros quadrados de mata fechada e preservada, inúmeros lagos e o paisagismo, assinado por Maria João D’Orey, tão integrado à natureza que não se diria que ele nem sempre esteve lá.

Há grande exclusividade e tranquilidade de estar no meio do paraíso, a pouco mais de uma hora de carro de São Paulo (no quilômetro 102,5 da rodovia Castelo Branco, no pequeno município de Porto Feliz) ou um pulinho de helicóptero, já que a Fazenda tem um super heliponto (coordenadas 23º 21′ 41″ S / 47o 34 7″ W). 

Além disso, é possível contar com a qualidade e o conforto de ter um Hotel Fasano para chamar de seu, gastronomia assinada por Rogério Fasano, ser o único empreendimento a ter dois campos de golfe de 18 buracos, – projetados por dois experts, como Randy Thompson e Arnold Palmer –, um centro hípico comparado aos melhores do mundo, campos de polo, quadras de tênis, trilhas belíssimas em meio a mata e uma vizinhança pra lá de bacana. 

Uma matéria do jornal O Globo, de 31 de agosto de 2012, diz que a Fazenda Boa Vista é um lugar para os mais privilegiados descansarem, verem e serem vistos, fecharem bons negócios entre uma tacada e outra, fazerem parcerias etc.

O projeto da Fazenda Boa Vista (que, dizem, estar onde ficava a fazenda do banqueiro Pedro Conde, leia-se BCN) foi desenvolvido pelo escritório norte-americano Cooper, Robertson & Partners para a JHSF e lançado em 2007, com 885 lotes, terrenos  a partir de 2 mil metros quadrados até estâncias de 100 mil metros quadrados.

A grande sacada de José Auriemo Neto, o Zeco, chairman da JHSF, para se diferenciar de outros empreendimentos similares, foi ser lançado com diferentes conceitos de casas já construídas, em diferentes áreas do empreendimento, assinadas por arquitetos de renome como Bernardes/Jacobsen, Márcio Kogan, Marcos Tomanik, entre outros e as famosas Vilas Fasano, por Isay Weinfeld.

E hoje a procura por terrenos, casas prontas ou casas em final de construção está tão alta que os preços não param de subir e existe até fila para fazer uma oferta! 

Mas a Fazenda Boa Vista não é um empreendimento estanque. Muitas novidades estão em construção, para fazer com que o condomínio de altíssimo luxo fique ainda mais completo.

Hotel Fasano, precisa falar mais?

A grife do Hotel Fasano dispensa apresentações. É sinônimo de bom gosto, sofisticação e qualidade.

Lago em frente ao Hotel Fasano.
Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Sua versão campo fica dentro da Fazenda Boa Vista. Mas não pense você que o hotel é uma exclusividade dos condôminos. O festejado Hotel Fasano está aberto para quem quiser passar alguns dias no interior, com todo o conforto que ele proporciona a seus hóspedes, como serviço de mordomo que cuida de suas malas ou o concièrge que organiza sua diversão.

São apenas 39 apartamentos, sendo 12 suítes (mais 10 suítes estão em construção) com camas king size, lençóis macios de muitos fios, edredons fofíssimos (no inverno faz frio em Porto Feliz), menu de travesseiros, um banho que vai deixar saudade e uma linda vista para o jardim. The best: as varandas dos quartos do andar térreo tem acesso direto ao jardim.

Terraços dos quartos do Hotel Fasano.
Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Arquitetura de vanguarda

O Fasano, projetado pelo arquiteto Isay Weinfeld, combina madeira, vidro e verde. Da varanda que circunda a fachada é possível assistir, de camarote, aos mais belos pores de sol. 

Todas as atividades da Boa Vista estão à disposição dos hóspedes e a piscina e seu bar são point dos mais concorridos.

Quadras de tênis, campos de golfe desenhado por Arnold Palmer e Randall Thompson, a fazendinha, o kidsclub, o centro hípico e o heliporto com seis helipads e um lounge VIP fazem parte da infraestrutura que os hóspedes do Fasano podem desfrutar.

Na Fazenda Vista, golfe é paixão

O Brasil, hoje, tem cerca de 20 mil golfistas cadastrados, mais de 117 campos espalhados pelo País, e cada vez atrai mais apaixonados.

Campo de golfe projetado por Randall Thompson.
Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

O golfe chegou ao Brasil no final do século XIX, trazido por imigrantes ingleses que vieram construir a São Paulo Railway. Com o tempo foi conquistando adeptos até virar mania nacional – é quase pleonasmo dizer que a maioria dos condomínios de luxo tem seu campo de golfe. 

A Fazenda Boa Vista tem dois, de 18 buracos. Sendo que o primeiro deles, aberto em 2009, foi desenhado e construído por Randall Thompson, e o segundo pelo mais consagrado golfista norte-americano, Arnold Palmer

Os dois são complementares por conta de seus trajetos e dificuldades bastante distintos, têm seus próprios clubhouse e driving range, e percursos entre lagos e matas. Isso graças às artes da paisagista Maria João D’Orey, que estão perfeitamente integradas com o natureza.

O campo projetado pelo escritório de Palmer (morto em 2016) para a Fazenda Boa Vista foi concebido visando a estratégia do jogo, sustentabilidade e diversão, e suas características técnicas permitem que ele receba torneios importantes como o PGA Tour. 

São cinco tees de saída. Os primeiros buracos são mais fáceis e então as dificuldades começam. O buraco 7, par 4, é lindo, curto, mas perigoso, com água em toda a esquerda até o green. O buraco 14, par 3, é um cartão postal superprotegido por 5 bancas de areia profundas, entre as muitas que desafiam as tacadas mais longas. Já o buraco 15, par 5, é o mais longo do campo, e do Brasil.

The King

Arnold Palmer foi um dos maiores golfistas da história do esporte que tem, hoje, mais de 20 mil jogadores no Brasil. Premiadíssimo, Palmer conquistou inúmeros PGA Tour e Champion Tour e faz parte do “The Big Three” de golfe junto com Jack Nicklaus e Gary Player. Ele costumava dizer que “o golfe é enganosamente simples e extremamente complicado”.

Lagos recortam o campo de golfe desenhado por Arnold Palmer.
Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Golfe Club House 

É o ponto de encontro dos golfistas da Fazenda Boa Vista, antes e depois das partidas. O projeto, assinado por Isay Weinfeld é perfeito para as comemorações no final das partidas, tomando um drink na varanda. E o restaurante e o bar que servem gastronomia assinada pelo Fasano, mais uma opção de programa.

Muito além do golfe

E o que tem mais para fazer na Fazenda Boa Vista para quem não joga golfe, não quer fazer social na piscina (que é animadíssima) e nem jogar tênis? Muita coisa bacana. Confira como é o lazer no empreendimento!

Para relaxar junto à natureza

Ambiente interno Spa Fazenda Boa Vista. Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Se a ideia é voltar para a vida real energizado e descansado, o Spa Fazenda Boa Vista é a melhor pedida. Ele é um dos mais modernos do país, oferece tratamentos inovadores e inéditos por aqui, a filosofia de bem-viver é aplicada em todos os tipos de tratamento, o espaço é acolhedor, relaxante e cercado de verde. Delícia das delícias.  

Fazendinha

Nem toda criança já viu uma vaca ou uma galinha, muito menos coelhos e pavões. E não sabe que o leite e os ovos não vem das caixinhas.

Contato com os animais e a vida no campo.
Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Pensando nisso, a Fazenda Boa Vista adaptou um dos currais da fazenda original, encheu de bichos para a garotada poder ver de perto o que tem em uma fazenda de verdade – e ainda aprender a ordenhar vaca, tirar o leite e beber quentinho. 

Se o pavão abrir sua cauda, vai ser um espetáculo. 

Brincadeira e segurança para a molecada

Duas piscinas cobertas, pista de skate, brinquedoteca e monitores especializados esperam pela criançada para uma manhã ou um dia inteiro de pura diversão estão no Kids Club. Sossego para os pais, farra garantida para os pequenos. 

Centro recreativo da Fazenda Boa Vista.
Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Polo, salto, passeios a cavalo…

Para aqueles que gostam de montar, saltar, jogar polo ou simplesmente dar uma volta a cavalo, o Centro Hípico é moderníssimo, com picadeiro coberto, uma pista de grama e outra de areia para competições olímpicas, veterinária e salas para os tratadores.

Baias exclusivas no Centro Hípico.
Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Isso sem falar das cocheiras com baias para 80 cavalos (onde você pode deixar o seu próprio cavalo), dois campos de polo de categoria internacional e trilhas entre as alamedas arborizadas para passeios.  

Por que não fazer umas comprinhas?

Os lugares certos são a loja Sinhá Casa que tem um pouco de tudo: móveis e objetos para decoração, roupas transadas, comidinhas, doces gostosos e o Empório Boa Vista, que serve um gostoso cafezinho, mas também fornece mantimentos e produtos importados para abastecer o que faltar nas residências e aqueles produtos que todo mundo sempre esquece de levar, como a pasta de dente ou o protetor solar. 

Sinhá Casa.
Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Ah! as casas da Boa Vista…

Espalhadas pelos pontos mais descolados da Fazenda Boa Vista, ficam as casas projetadas por arquitetos estrelados, com pegadas bem diferentes uma das outras: você pode escolher o lugar, o estilo ou a vista que mais gosta. 

E ainda, nas Estâncias, comprar o terreno e construir como e com quem quiser. Você pode estar se perguntando: mas não está tudo vendido? A maioria sim, mas existem ainda alguns terrenos ainda não vendidos, algumas casas em final de construção para venda futura e várias casas lindas para revenda. Veja a seguir:

Sports House

Um projeto contemporâneo integrado com a natureza e pensado para quem gosta de esportes. Fica pertinho do Parque dos Esportes e, ao todo, serão 30 casas com tamanhos entre 530 m² e 570m² de área construída em terrenos com a partir de 2 mil  m², e vista para os lagos e jardins. O projeto é da Triptyque

Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Residências por Carolina Proto

Carolina Proto, uma das sócias do Estudio Obra Prima, é gaúcha, seus projetos são cobiçados no Uruguai, Argentina, em Miami, Lisboa e em várias cidades do Brasil. Sua marca registrada são os materiais naturais nobres, as linhas sóbrias, a integração com a natureza, e a sustentabilidade. 

Além disso, suas residências estão sempre perto das matas, dos lagos e do campo de golfe. Os terrenos, com até 11 mil m², abrigam casas com metragens entre 703 e 730m²  com três opções de fachadas (tijolo, concreto ou massa corrida), somadas a madeira, pedra e aço corten.  

Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Residências da Mata

As casas assinadas por Gui Mattos, misturam, em espaços entre 370 m² e 430 m², materiais naturais e muito vidro. São três andares, quatro suítes e vista para a mata nativa.  

Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Villa do Palmer

Projetadas pelas arquitetas Carolina Maluhy e Isis Chaulon, essas 13 vilas de 270m² e dois andares, dão vista para o belíssimo campo de golfe assinado o Arnold Palmer.

Villas da Hípica

Projetadas pelo arquiteto Gui Mattos, são 11 casas com 208m² privativos, que ficam bem perto do Centro Equestre, e são perfeitas para quem gosta ou tem cavalos, seja para saltar, jogar polo ou passear.

Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

Villas Fasano 

São várias as Villas Fasano, todas muito bem localizadas, perto do Golfe, do Lago, do Tênis, projetadas pelo arquiteto Márcio Kogan, com características bem diferentes e total harmonia com a natureza. 

Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

As Villas do Lago são cercadas por imensos jardins com vista para três lagos, praças e bosques. Elas ficam perto do Spa e do Hotel Fasano. O toque especial é a piscina que fica no deck que se projeta em direção ao lago principal. 

São apenas cinco as Villas do Tênis, com residências de 462m² de área construída em terrenos que variam entre 2100 e 2600 m². Os terraços se integram a piscina, e pertinho das quadras de tênis.

Mais casas, terrenos & Cia

O arquiteto Isay Weinfeld, além de projetar o Hotel Fasano e todas as áreas comuns do condomínio, também assina dois conceitos de Villas: 

  • a do Polo tem vista para o primeiro campo de golfe construído na Fazenda Boa Vista e podem contratar os serviços do Hotel Fasano
  • enquanto as Villas do Hotel, com metragens entre 294 e 432m², compartilham com seus vizinhos um jardim maravilhoso de 130 mil m².   

Estâncias e Terrenos

É nas Estâncias da Fazenda Boa Vista que estão os maiores lotes do empreendimento, que variam de 7 mil a 80 mil m², enquanto os Terrenos são menores, começando com metragens a partir de  3 mil m². 

As duas opções são entrecortadas por matas nativas, lagos e pelos campos de golfe. Um espetáculo a parte. 

O que vem por aí

Entre as novidades que estão saindo do forno, estão o Boa Vista Village, com uma praia artificial com ondas perfeitas para quem quiser surfar, mais um campo de golfe, dessa vez com 12 buracos, projetado por Rees Jones e uma arena para tênis, própria para campeonatos profissionais. 

E mais: um Mall com lojas de grife e lojinhas transadas para compras, predinhos de escritórios para aqueles que precisam de infraestrutura para trabalhar onine. E um Clube Novo com diversas piscinas, e preparado para muitas atividades esportivas.

Impossível esquecer

A Fazenda Boa Vista tem surpresas espalhadas por sua área, como vários centros esportivos, 18 quadras de tênis de saibro, Lisonda ou hard thru, quadras de beach tênis, futebol, squash, e diversas poliesportivas, equipamentos para triatlon, trilhas exclusivas para corrida e ciclismo e um lago feito para natação. 

Jardim do paraíso

Quase que sinônimo de paisagismo, Maria João D’Orey é quem idealizou o paisagismo da Fazenda Boa Vista, desde quando era apenas a fazenda dos Auriemo, até quando se transformou em condomínio e foi crescendo com a compra de propriedades ao redor. 

Aqui, um bate-papo rápido feito por Maiá Mendonça, redatora da High Imobiliária, com a responsável por tudo o que foi realizado na Fazenda. “Qualquer assunto verde, é comigo”, diz ela que está envolvida no projeto há 12 anos e chegando nos retoques finais.

Uma das muitas alamedas ladeadas por árvores centenárias. Crédito: divulgação Fazenda Boa Vista

(HIGH) Como você queria que fosse o paisagismo da Fazenda Boa Vista? 

(Maria João) A área tinha uma mata nativa maravilhosa que seria preservada e a ideia era que o paisagismo interagisse com ela. Eu queria muitas cores, flores, frutas, como os jardins do interior

Fiz uma pesquisa de árvores e arbustos típicos da região de Porto Feliz, para que as plantas não demandassem de muitos cuidados. E fui plantando essas espécies a volta dos quase 30 lagos (entre naturais e construídos), pelos canteiros, pelas alamedas, pelas trilhas. Eu não queria um jardim monótono, e não ficou.

(HIGH) Você mexeu na topografia do terreno?

(Maria João) Mexi bastante mas respeitando a geografia do lugar, criei ondulações e volumes, para que o jardim parecesse ter estado sempre lá.

(HIGH) Você fez o paisagismo de toda a Fazenda?

(Maria João) Todo o paisagismo foi projetado por mim, inclusive o do Hotel Fasano e das áreas comuns, que chamamos de amenities, que são a Fazendinha e o Kids Club para citar alguns.

(HIGH) E você também fez o paisagismos para algumas casas?

(Maria João) Tenho entre 130 e 150 casas de condôminos para quem projetei os jardins, o que cria um belo equilíbrio entre elas e o entorno.

O jornalista Cesar Giobbi foi um dos primeiros “moradores” da Fazenda Boa Vista. Praticamente todos os finais de semana ele está lá, caminha pelas alamedas ou circula pelo condomínio em seu carrinho de golfe, celular na mão, fotografando os melhores momentos das manhãs e das tarde. 

Desde uma nova florada, uma alameda sombreada, às luzes do por do sol que quase sempre é deslumbrante. “Eu e todo mundo fotografa as belezas da Boa Vista”, brinca ele que nos cedeu algumas imagens.

O que você achou deste conteúdo sobre tudo que a Fazenda Boa Vista tem a oferecer? Se quiser saber mais, entre em contato conosco para um atendimento personalizado!

Scroll to top
Close Bitnami banner
Bitnami